O enxerto ósseo dentário é um processo de retirada de um fragmento do osso, de um lugar para outro.

Ou seja é retirado de uma parte do corpo e colocado onde é preciso reparo!

Consequentemente isso é feito devido à perda de osso alveolar e dos dentes que ocasiona a diminuição da gengiva.

Não só isso há outros fatores que pode levar a diminuição da gengiva como doenças periodontais, lesões, traumas e etc.

Entretanto neste caso o implante só poderá ser colocado após a cirurgia de enxerto ósseo dentário.

Sendo assim será feito a correção e consequentemente será possível colocar o implante.

Existem três tipos de ossos usados para fazer o enxerto:

  1. Osso autógeno – retirado da própria pessoa que fará o enxerto, consequentemente tem mais facilidade de regeneração do osso.
  2. Osso xenógeno – retirado de animais.
  3. Hidroxiapatia sintética – retirado de materiais vítreos sintéticos.

No entanto a condição de recuperação varia de um paciente para outro.

Certamente é preciso aguardar de 4 a 6 meses, para avaliar o sucesso da operação.

Sendo assim após este período, o paciente poderá marcar uma consulta com o cirurgião dentista.

Consequentemente o mesmo fará uma avaliação para dar sinal verde ou vermelho.

Certamente para comunicar continuidade ou não o tratamento para posteriormente colocar o implante!

Isso tudo dependerá dos resultados da operação de enxerto ósseo.

Mais digno de nota para a colocação do implante e regeneração óssea será de 06 a 12 meses.

Portanto só após este período que poderá colocar o implante.

Em suma ressalto e repito, leva-se de 04 a 06 para avaliar o sucesso da operação.

Em contraste leva-se de 06 a 12 para regeneração óssea e para realizar o implante dentário.

De modo que isto é feito para preservar a saúde e segurança do paciente.

No entanto se o paciente estiver ciente de sua perda óssea e nada fizer a respeito isso trará problemas funcionais e estéticos.

 

Recomendação para fumantes

 

Para o fumante há uma rigorosa recomendação, PARE DE FUMAR!

Por que os problemas do fumo antes, durante e depois da cirurgia de enxerto pode impactar drasticamente no sucesso da operação.

Veja alguns dos problemas que mais chamam a atenção:

  • Maior o risco de infecção
  • Maior o tempo de recuperação
  • Maior a chance de sofrer rejeição do implante

Contudo pense bem, todos nós sabemos o quanto é difícil largar um vício igual ao cigarro, no entanto não é impossível!

Visando os problemas causados por este vício e os futuros ganhos com sua eliminação, será um ponto de apoio nos momentos de desejo.

 

Cuidados após a cirurgia de Enxerto ósseo dentário

 

O cuidado após uma cirurgia é fundamental para uma recuperação saudável.

Acima de tudo fique atento as recomendações e siga-as à risca.

Consequentemente esta atitude evitará problemas que podem resultar em mais períodos de espera, até que os problemas sejam contornados.

Portanto cuide da sua alimentação e procure comer, nos primeiros dias, alimentos pastosos e gelados.

Certamente isso auxiliará na cicatrização!

Além disso priorize a higiene, mas faça com calma principalmente na região do enxerto.

Também é importante fazer repouso absoluto nos primeiros dias.

Evite atividade física!

Entretanto siga as recomendações do cirurgião.

Como o uso de medicamentos que ele receitar como, anti-flamatório e analgésicos.

Para eliminar dores e evitar possível inflamações

Além disso há outras recomendações a serem levadas em conta:

  • Não tomar sol nos primeiros dias
  • Deixe a cabeça mais elevada que o corpo, até mesmo na hora de dormir.
  • Não faça pressão na parte interna da boca pelas próxima 72 horas.
  • Seria bom tentar não bochechar com nenhum tipo de medicamento, cuspir e ingerir bebidas com canudos.
  • Modere o quanto fala, faça repouso bocal.
  • Coloque gelo no local por 04 horas, isso ameniza edemas e hematomas da cirurgia.

Tenha o cuidado de seguir essas recomendações,  lembre-se que isso é temporário.

Consequentemente seguindo as recomendações como é devido os resultados serão o sucesso.

Assim tão logo se verá livre das restrições.